Grandes Jogos

 

O Barcelona da temporada 93-94 era um senhor supertime. Tinha atletas de grande porte como Stoichkov, Koeman, Guardiola, Laudrup, Salinas, Zubizarreta, Nadal (tio do tenista Rafael Nada) e Busquets (pai do atual volante do Barça Sergio Busquets) e dirigindo essa equipe estava a LENDA, o craque Johan Cruyff. Mesmo com tantos nomes fortes do futebol mundial, o grande astro do escrete era Romário. O baixinho estava no seu auge e naquele ano seria também o principal jogador levar a Seleção Brasileira que conquistou o Tetra-Campeonato Mundial.

 

 

Dia 8 de Janeiro de 1994, 18º Rodada, o Barça estava em segundo lugar, o La Coruña liderava, e com a moral abaixada depois de perder para o fraco Sporting Gijón. Era hora de enfrentar o seu maior rival, o clube mais vencedor do seculo, o temido Real Madrid. Time de Brutageño, Prosineck, Luiz Henrique, Michel e Zamorano. Não era o DREAM TEAM do Barcelona, mas era um adversário temido que poderia aproveitar a derrota do rival para vencer a partida.

 

 

Uma partida de alto risco para a equipe catalã. Mas o resultado, o mais promissor possível, o fez ressurgir na competição. Aos 24 do primeiro tempo Guardiola, sim o treinador que formou o poderoso Barça atual, passou para o baixinho brasileiro, que num drible sensacional passa por Alkorta e coloca no cantinho do goleiro, o cartão de visitas espetacular do brasileiro. O jogo estava duro e o Real Madrid fez mudanças que equilibrariam o jogo. Legal é notar que desde esse tempo Pepe Guardiola era quem organizava o time, todas as instruções de Johan Cruyff eram passadas diretamente para o volante espanhol que as repassava para o restante do grupo.

 

 

Logo aos 2 minutos, o zagueiro especialista em bolas paradas Ronald Koeman, marca um belo gol de falta, na gaveta. O gol, de fato, fez o Real partir para o ataque e abrir muito espaço para o atual melhor time do mundo. Mais um passe de Guardiola, deixando livre Nadal que deixa livre Romário que só empurra para o fundo do barbante, 3 a 0. Com o controle do jogo, o Barça passa a dar show e o Real tenta, sem sucesso, sair para o jogo. Romário humilha os defensores com dribles sensacionais. Aos 36 o brasileiro recebe de Laudrup e marca seu terceiro, numa bomba. O magnifica exibição do camisa 10 do Barcelona se deu com um passe para Ivan que colocou entre as pernas do arqueiro. Fim de Papo e uma goleada histórica!

 

The video cannot be shown at the moment. Please try again later.

 

Depois desse jogo o Barcelona buscou gás e acabou vencendo a Liga Espanhola. Detalhe, a equipe catalã só chegou a liderança na última rodada, empatando em pontos com o La Coruña. Romário marcou 34 gols em 46 jogos pelo Barcelona, antes de voltar ao Brasil para atuar no Flamengo.



Sobre o Autor

Yan Cavalcanti, 22 anos, paraibano apaixonado por futebol desde pequeno. Graduando em Sistemas para Internet pelo IFPB, ex-aluno Marista, Estagiário da Dataprev, Goleiro ofensivo, gamer, e acima de tudo fã de um futebol bem jogado e analista da parte tática, sempre tentando arrumar uma forma de explicar uma partida de futebol.

Sobre o Blog

O Futeblog nasceu da vontade de compartilhar com o mundo minha visão sobre o futebol, espero aqui discutirmos de simples opiniões apaixonadas até questões táticas profundas, conto com ajuda de vocês para que possamos tornar esse blog uma ótima experiência fora das quatro-linhas, do passado ao presente, futeblog está aqui para que nós possamos mostrar como vermos esse esporte que é a maior paixão nacional de todas!

Enquete

Neymar está pronto para guiar a Seleção Brasileira em 2014?

View Results

Loading ... Loading ...