Mundo da Bola

Depois do titulo da La Liga de 2011-12, o Real Madrid parecia ter achado a mina de ouro para passar o Barcelona e, consequentemente, dominar o mundo da bola. Mas, 2013 chegou e mostrou que não seria bem assim!

 

O time merengue vai passar o ano em branco, isso mesmo, sem conquistar nadinha! Goleado pelo Borussia Dortmund na semifinal da Champions League, quase fez um milagre na volta, mas não deu. Na liga espanhola, uma diferença brutal para o líder e maior rival e na Copa do Rei, uma virada histórica, quebrando um tabu gigantesco para o rival da capital espanhola.

 

 

Claro, no inicio da temporada o clube conquistou a SuperCopa Espanhola, quase um torneio pré-temporada. Conquista pequena, que não apaga o desastre desta temporada. Temporada que ficará marcada pelas desavenças, especialmente com José Mourinho, que brigou com Casillas, Sérgio Ramos e afins, sem falar na insatisfação e saída eminente de Cristiano Ronaldo.

 

O modelo de construção de equipe do Real Madrid é o mesmo desde o inicio dos anos 2000, contratar os melhores jogadores do mundo e formar um forte grupo de jogadores, mas nem sempre dá liga e eles formam um bom time. E é praticamente impossível ver união no grupo merengue.

 

 

Não se sabe qual será o próximo passo dos Galáticos, o certo é que Mourinho está na corda bamba e que jogadores importantes não tem mais aquele afinco de defender o clube. Algo precisa ser mudado na mentalidade madrilenha, mas, provavelmente eles só irão contratar mais caros jogadores e rezar para dar liga.

 

 

Futebol, AH O FUTEBOL! O esporte mais apaixonante e imprevisível que existe continua pregando as melhores peças que existem. Enquanto o comentário era sobre quem chegaria melhor para a final ESPANHOLA da UEFA CHAMPIONS LEAGUE eis que o improvável acontece. Duas goleadas que balançam o futebol mundial, duas goleadas que nós fazem repensar os prognósticos e a opinião sobre o momento atual! O momento atual é o futebol alemão.

 

Bayern 4 x 0  Barcelona

 


Tudo bem, o SuperBarça de Guardiola é passado, mesmo assim não esperava-se um resultado desses. Dentro de campo o time de Munique foi superior, marcação adiantada, passes curtos, sobreposições e trocas constantes. O Barcelona tentou ser ele mesmo, mas esbarrou na recomposição defensiva do rival, restou aos catalães manter a posse e circular o jogo para encontrar espaço, que não apareceu.

 

O sucesso estrondoso da marcação do Bayern também se deu pela ausência de Messi, jogou machucado e pouco lembrou o gênio que é, foi um jogador comum. Com isso, Xavi e Iniesta tentaram suprir a ausência espiritual do melhor jogador do mundo e acabaram se desgastando e abrindo muito espaço, sobrecarregando Busquets, que estava numa tarde trágica. E o Barça ainda perdeu sua melhor característica, pois Bartra não conseguia sair jogando, simplesmente foi nulo no inicio das jogadas, que falta fez Puyol e Mascherano.

 

 

A equipe alemã parece ter evoluído ao máximo o esquema 4-2-3-1, compacto e dinâmico, encaixou no esquema adversário e ganhou o meio campo. Schweinsteiger e Martínez tomaram conta do meio campo e ainda tinham qualidade enorme para armar, em contrapartida Muller, Ribery, Robben e até Mário Gomez acompanhavam os subidas de ataque culé, não havia espaço para o Barcelona aproveitar.

 

Resultado: uma goleada histórica, um show de bola que o Bayern deu para cima do favorito espanhol, não foi um resultado circunstancial ou mentiroso, o Bayern de Munique mereceu golear o Barcelona. O clube alemão conseguiu uma vantagem incrível e só um milagre classifica o Barcelona.

 

Borussia Dortmund 4 x 1 Real Madrid

O Borussia já era conhecido por seu estilo veloz e feroz. Mas o favoritismo Madrilenho era inevitável. O time mais caro do mundo não vence a UCL desde 2002, parecia que a hora era essa, parecia. Mourinho rearmou seu escrete, colocou Modric de armador central e Ozil aberto na direita, não funcionou. Sérgio Ramos de volta à lateral foi ineficaz ofensivamente, o time parecia aberto e acabou sendo dominado no início da partida.

 

Dortmund montado e armado parar jogadas rápidas, de passes curtos e muitos atletas aparecendo no ataque, não foi raro ver a defesa espanhola perdida entre triangulações do clube alemão. Reus e Gotze numa tarde inspirada, o clube da casa acabou jogando surpreendentemente de maneira aberta, tanto que tomou o gol apenas num lance ridículo do bom zagueiro Hummels.

 

 

Domínio total e absoluto da equipe alemã, que venceu por 4 a 1, mas poderia ter sido mais. Lewandowski inspirado marcou os quatro, com a assinatura de um grande centroavante, porém, também com função tática na recomposição defensiva. E na segunda etapa a equipe da casa ainda encheu de atacantes para mostrar que queria mais! O Real, ainda jogou no primeiro tempo, mas na segunda etapa foi apenas um mero espectador da partida.

 

Fim de papo e só um grande milagre para mudar o panorama, é difícil pensar no Borussia tomando quatro gols do Real no jogo de volta, mas amamos o futebol por seus milagres, não é?

 

Da crise ao Topo

 

O trabalho do futebol alemão começou em 2006, uma Copa em casa em que o trabalho começou a ser feito de maneira corretamente e hoje, sete anos depois, eles colhem os frutos. Com uma seleção ainda jovem e um grande investimento no futebol local, não é de se espantar se a Bundesliga seja o centro do futebol mundial nos próximos anos. Mas, como futebol é mutável e dinâmico, eles precisarão se reinventar, SEMPRE!

 

Chegamos ao que interessa, Oitavas-de-Final da Taça Libertadores. Agora com confrontos épicos e favoritismo brasileiro. Como já é peculiar na nossa página, traçamos o perfil das partidas e o palpite do Futeblog para os confrontes, se não concordar é só comentar!

 

São Paulo  Atlético Mineiro

O confronto mais empolgante dessa fase, ambos tem chances iguais, mas o Atlético teve a chance de eliminar o rival ainda na primeira fase. O Tricolor Paulista é aquele tipo de time que não se pode deixar crescer em Copas Libertadores. O confronto não tem favorito, o Galo jogou o melhor futebol dessa primeira fase, mas o São Paulo é copeiro e pode ter se encontrado.

 

Palpite: São Paulo

 

Tijuana  Palmeiras

 

O Palmeiras não anda maravilhoso, mas conseguiu classificar-se com propriedade. Enfrenta uma boa equipe do Tijuana, ainda mais jogando num campo sintético. Outro confronto sem favorito, mas com uma tendência maior para o Palmeiras pelo histórico na competição.

 

Palpite: Palmeiras

 

Boca Jrs  Corinthians

 

A cada temporada o Boca consegue piorar seu time, tem jogado mal no ano, estando nas últimas colocações no nacional. O Corinthians é franco favorito, é um time melhor e é o mais bem organizado de toda competição. Mas a camisa xeneize pesa e o clube pode tirar uma classificação sensacional do nada, isso é Boca Júniors!

 

Palpite: Corinthians

 

Newell’s Old Boys  Vélez

 

O confronto argentino também deve ser uma das partidas mais visadas dessa fase. O Vélez é favorito por estar jogando bem, passando fácil num grupo duro. O Newell’s também não teve vida fácil na primeira fase, empatou em pontos com o ex-temido LA U e acabou passando, é um time competente, mas precisará suar muito para passar pelo favorito Vélez Sarsfield!

 

Palpite: Vélez

 

Grêmio  Santa Fé

 

O Grêmio tem um grupo de atletas competentes, mas que ainda estão aquém do rendimento esperado. Vai pegar um Santa Fé embalado pela ótima campanha na fase de grupos e único invicto, mas vale lembra que o clube colombiano pegou o grupo mais simples da competição. O Tricolor Gaúcho é melhor e deve passar!

 

Palpite: Grêmio

 

Real Garcilaso  Nacional

 

O azarão Garcilaso vai ter de mostrar muito espírito para passar pelo Nacional, que passou bem de fase num grupo bem interessante. O Nacional é muito favorito, mas tem um time bastante envelhecido, aí pode ser o caminho para a equipe peruana chocar a América.

 

Palpite: Nacional

 

Tigre  Olímpia

 

O Tigre não é uma equipe que jogue muito futebol, é algo parecido, mas não é! Deve ficar no caminho para a competente equipe do Olímpia, que não teve trabalho nenhum para se classificar! Olímpia favorito!

 

Palpite: Olímpia

 

Emelec  Fluminense

 

Sem dúvidas o Fluminense tem o melhor time. Mas o Emelec é sempre um duro adversário, toda vez equilibra a disputa. O Fluminense segue no seu esquema bipolar de ser, as vezes é brilhante, as vezes é horripilante, se acordar vai passar!

 

Palpite: Fluminense

 

Mais uma libertadores chegando (na verdade, já chegou) e, claro, não poderia faltar a análise e os palpites do futeblog! para a competição. Mais uma vez temos os brasileiros como favoritos, são oito finais consecutivas com clubes brasileiros na disputa além dos três títulos em sequencia, um tetra seria um feito inédito!

 

GRUPO A

 

Barcelona-EQUBarcelona de Guyaquil: Entrosado e bem montado, pode compensar a pouca qualidade técnica de seu plantel.

Boca JuniorsBoca Jrs: Tem tradição, nome e camisa. Não tem um time brilhante, mas deve passar com facilidade da primeira fase. Se acabar crescendo na competição, pode chegar nas finais.

Nacional-URU Nacional: Time envelhecido com nomes interessantes, mas não vai longe, podendo até cair na primeira fase.

Toluca Toluca: Sem muita tradição, é um time perigoso, mas sem qualidade suficiente para brigar pelo título.

 

Palpite: Boca Jrs e Toluca


GRUPO B

 

Libertad Libertad: É um time bem armado e organizado, perdeu peças importantes, mas repôs com certa qualidade, deve passar de fase e até ir consideravelmente longe.

Palmeiras Palmeiras: Confuso e com poucas peças de qualidade, o verdão precisará se superar para chegar longe.

Sporting Cristal Sporting Cristal: O campeão peruano pode dar trabalho e definir qual equipe ficará de fora da próxima  fase, mas ele mesmo não passa não!

Tigre Tigre: É um time de pegada e contra-ataques, tem qualidade suficiente para avançar, mas não chegar longe.

 

Palpite: Libertad e Tigre

 

GRUPO C (Grupo da Morte)

 

Arsenal de Sarandí Arsenal de Sarandí: Time perigoso que vai usar dos jogos em casa para tentar conseguir pegar uma vaguinha.

Atlético-MG Atlético Mineiro: Time estrelado e bem armado, tem tudo para ir longe se fechar-se como grupo, já que tem muitas estrelas “individualistas”.

São Paulo São Paulo: O tricolor volta a competição com um time interessante e deve brigar pelo título.

The Strongest The Strongest: Saco de pancadas, vem para não ser goleado.

 

Palpite: São Paulo e Atlético Mineiro

 

GRUPO D (Grupo da Morte 2)

 

Emelec Emelec: É melhor que o time do ano passado, deve brigar com unhas e dentes pela vaga, especialmente se não perder nenhum ponto em casa.

Deportes Iquique Desportes Iquique: Forte e entrosada, pode surpreender e acabar se classificando.

PeñarolPeñarol: Tem tradição, mas falta um pouco de futebol, não vai longe.

Vélez Sarsfield Vélez Sarsfield: Equipe forte que deve passar de fase e quem sabe chegar um pouco longe.

 

Palpite: Velez e Iquique

 

GRUPO E

 

Corinthians Corinthians: Favorito, sem mais.

Millonarios Millionários: Organizado, bem montado e bem postado, deve brigar pela segunda vaga.

San José-BOL San José: Possível saco de pancadas do grupo.

Tijuana Tijuana: Tem uma boa equipe e vai brigar pela vaga, mas não vai longe.

 

Palpite: Corinthians e Millionários

 

GRUPO F (Grupo da Vida)

 

Cerro Porteño Cerro Porteño: Não é nem de longe a melhor equipe do Paraguai, mas pela facilidade do grupo vai brigar pela vaga.

Deportes Tolima Desportes Tolima: Equipe fraca, mas pode brigar.

Real Garcilaso Real Garciliaso: Time que em 2011 estava na segundona do Peru, deve ficar na primeira fase.

Santa Fé Santa Fé: Melhor time do grupo, deve passar com certa facilidade.

 

Palpite: Santa Fé e Cerro Porteño

 

GRUPO G

 

Deportivo Lara Deportivo Lara: Deve brigar para fazer um ponto.

Olimpia Olímpia: Equipe interessante, com nomes rodados e vai brigar pela vaga.

Newell's Old Boys Newell’s Old Boys: Equipe forte e arrumada, pode chegar longe também.

Universidad de Chile Universidad Chile: Muda de jogadores, mas não muda o padrão de jogo. Favorito no grupo e pode ir longe.

 

Palpite: U. Chile e Newell’s

 

GRUPO H

 

Caracas Caracas: Saco de pancadas e só!

Fluminense Fluminense: Favorito ao título!

Grêmio Grêmio: Vai chegar longe!

Huachipato Huachipato: Organizado, pode surpreender. Passaria com facilidade se estivesse em outro grupo.

 

Palpite: Fluminense e Grêmio

 

E aí?

 

Boa Copa Libertadores em vista, ainda mais para os clubes brasileiros, completamente favoritos ao caneco esta temporada. Corinthians é o grande favorito ao certame, Grêmio, Fluminense, Atlético Mineiro e São Paulo não estão tão atrás e também visam o troféu sul-americano. Apenas o Palmeiras é tupiniquim, mas não candidato à conquista. Fora os brasileiros podemos ver a chegada da tradição do Boca Júniors, do equilíbrio do Universidade Chile e talvez de Iquique, Vélez, Millionários e Tigre. É esperar para ver, já que Libertadores nem sempre dá a lógica!

 

 

 

Foi definido o grande campeão da África, aquele que irá representar o continente na Copa das Confederações este ano! Azarões à parte, Nigéria e Burkina Faso chegaram ao Soccer City com futebol bem jogado, envolvente e de muita raça, merecedores da decisão. A Nigéria pode-se dizer que era uma seleção tradicional, de fazer bonito em Copas do Mundo. Já havia conquistado a taça duas vezes e está bem nas eliminatórias para o mundial de 2014. Diferente de Burkina Faso, a seleção nacional amarga a última posição do seu grupo, qual só avança uma equipe, e tem chances de classificação extremamente reduzidas. Sem tradição, a seleção burquinense jamais chegara tão longe, conseguindo no máximo um sofrível quarto lugar na CAN 1998.

 

Parlant Tactique

 

 

As duas equipes entraram com o mesmo sistema de jogo: o 4-2-3-1. Porém, pouco acostumada a decisões, a equipe burquinense entrou nervosa errando passes e abrindo espaços na marcação. Mikel aproveitou-se desses espaços para avançar quando a seleção nigeriana tinha a posse de bole. O melhor jogador de Burkina, Pitroipa, esteve bem marcado o tempo todo. Foi um jogo mais centralizado, em que só um lateral de cada time avançava, houve muita preocupação na marcação.

 

Faits Saillants

The video cannot be shown at the moment. Please try again later.

 

Como pode ser visto nos melhores momentos, a Nigéria foi superior na primeira etapa contra uma nervosa seleção de Burkina Faso. O golaço de Mba aos 40 do primeiro tempo selou um ótimo primeiro tempo para as águias. Que no segundo tempo acabaram sendo piores na partida, mas não chegaram a ser dominadas. Burkina Faso partiu para cima e quando conseguiu uma boa chance, parou nas mãos do inspirado Enyeama. No final da partida o belga Paul Put ainda colocou cinco atacantes para tentar marcar o gol de empate na pressão, de nada adiantou. Fim de Papo e Nigéria Campeã!

 

Réveil d’un géant

 

 

Nigéria chegou desacreditada, como se os bons tempos tivesse ficado no passado, mas com futebol envolvente e de muita raça a seleção nigeriana superou a temida Costa do Marfim, essa vitória foi o estopim do crescimento dessa equipe. Liderados por Moses e Mikel, o time se superou e conseguiu conquistar merecidamente o caneco de campeão, prevendo uma nova boa fase do futebol daquele país. Ainda mais quando a equipe é treinada por um africano: Stephen Keshi torna-se a segunda pessoa a ser campeã como jogador e como treinador da Copa das Nações Africanas. Além de provar que não se é necessário um treinador europeu para fazer um time africano jogar de forma moderna, a verdade é que vemos muitos treinadores fracos do velho continente que acabam atrapalhando seleções de bom nível.

 

Dernières Considérations

 

 

Nigéria pode ter renascido, Costa do Mafim decepcionou, Burkina Faso e Cabo Verde surpreenderam, Mali e Gana mostraram sua força numa Copa Africana de um nível bem interessante em que as arbitragens foram o ponto negativo.

 

La Campagne

 

Fase de Grupos:

1 a 1, contra  Burkina Faso

1 a 1, contra  Zâmbia

2 a 0, contra  Etiópia

 

Quartas:

2 a 1, contra  Costa do Marfim

 

Semi:

4 a 1, contra  Mali

 

Final:

1 a 0, contra  Burkina Faso


 

Mais uma lista galera. Agora vamos mostrar os clubes que tem maior pontuação no Ranking do IFFHS durante os períodos de 2001 a 2012. No Ranking conta a pontuação de todos os jogos de primeira divisão, copas nacionais e torneios oficiais internacionais num período de um ano, por exemplo: A pontuação conseguida pelo Santos na Libertadores quase não conta mais, enquanto a pontuação do Vasco na Copa do Brasil e Brasileiro do ano passado e da Libertadores deste ano estão a todo vapor. Cada campeonato possui um peso dependendo da sua dificuldade, ou seja vencer uma partida na UEFA Champions vale 14 pontos, e uma vitória no Campeonato Espanhol vale 4 pontos.

 

TOP 10

 

TOP 10 – BRASIL

 

OUTROS BRASILEIROS NO TOP 1000

 

128. Atlético Paranaense

154. Atlético Mineiro

162. Goiás

166. Botafogo

222. Coritiba

274. São Caetano

284. Figueirense

382. Vitória

406. Paraná

513. Ponte Preta

532. Juventude

658. Sport

845, Bahia

914. Guarani

919. Paysandu




Sobre o Autor

Yan Cavalcanti, 22 anos, paraibano apaixonado por futebol desde pequeno. Graduando em Sistemas para Internet pelo IFPB, ex-aluno Marista, Estagiário da Dataprev, Goleiro ofensivo, gamer, e acima de tudo fã de um futebol bem jogado e analista da parte tática, sempre tentando arrumar uma forma de explicar uma partida de futebol.

Sobre o Blog

O Futeblog nasceu da vontade de compartilhar com o mundo minha visão sobre o futebol, espero aqui discutirmos de simples opiniões apaixonadas até questões táticas profundas, conto com ajuda de vocês para que possamos tornar esse blog uma ótima experiência fora das quatro-linhas, do passado ao presente, futeblog está aqui para que nós possamos mostrar como vermos esse esporte que é a maior paixão nacional de todas!

Enquete

Neymar está pronto para guiar a Seleção Brasileira em 2014?

View Results

Loading ... Loading ...