Dream Team

 

A sessão Dream Team servindo agora para montarmos a seleção brasileira de determinado país. E vamos começar pela Premier League. Será que dá para montar uma boa Seleção apenas com os jogadores da liga inglesa?

 

 

Júlio César – QPR

 

Rafael – Manchester United

 

Maicon – Manchester City

 

David Luiz – Chelsea


 

André Santos – Arsenal

 

Sandro – Tottenham

 

Ramires – Chelsea

 

Anderson – Manchester United

 

Oscar – Chelsea

 

Guly do Prado –  Southampton

 

Lucas Piazon – Chelsea

 

 

******************

Outros Jogadores

 

Doni – Liverpool

 

Gomes – Tottenham

 

Fábio – QPR

 

Lucas Leiva – Liverpool

 

****

E aí? o que acharam, dá pra vencer a seleção de Mano?

 

Estamos cansados de ver atletas brasileiros naturalizando-se e disputando competições por outra seleção. Desde Mazzola, que jogou copas do mundo por Itália e Brasil, a Émerson Sheik o Brasil sempre foi produziu mão de obra qualificada para seleções estrangeiras. E vamos aos onze melhores atletas brasileiros que atuam por seleções estrangeiras. Lembre-se, Atuam, não que atuaram.

 

 

Emannuel Danilo Goleiro do Treze FC. Foi convocado para a seleção do Guiné Equatorial quando Antônio Dumas chamou o goleiro e mais sete atletas para jogar pela seleção africana. Danilo é o único que continua sendo convocado, incluindo a disputa da última Copa Africana de Nações. Leia Mais em: O Brasileiro que está jogando a Copa das Nações Africanas

 

Matías Aguirregaray O lateral direito é uruguaio de pai e mãe, mas nasceu no Brasil enquanto seu pai atuava pelo Internacional. É convocado pela seleção uruguaia, inclusive disputou os jogos olímpicos.

 

Pepe Zagueiro-volante o alagoano brilha no futebol mundial. Conhecido mais pela sua violência que pelo futebol, brilhou no Porto antes de se transferir para o Real Madrid. Tem atuado bem pela seleção, sendo inclusive incluído entre os melhores jogadores da competição.

 

Marcus Túlio Tanaka JapanO zagueiro paulista atuou pelas divisões de base do Mirassol antes de se transferir para o futebol japonês. Fez sucesso no Urawa Reds e no Nagoya Grampus e atua pela seleção nipônica desde 2006.

 

Roger Guerreiro PolóniaSaiu do Brasil em baixa, mas virou ídolo e meia na Polônia. Jogou a UEFA EURO de 2008. Fazia tempo que não era convocado para a seleção polonesa, mas ele foi chamado para alguns amistosos.

 

Thiago Motta Com muito tempo de Barcelona, o volante raçudo Thiago Motta chegou a disputar competições pela nossa seleção de base. Após uma boa fase no Genoa e no Internazionali ele acabou sendo chamado para a seleção italiana. Hoje em dia continua titular da Azzurra.

 

Thiago Alcântara Desde jovem no Barcelona, tem demonstrado qualidade e tem sido convocado regularmente para a seleção principal, mesmo sem ser titular do seu clube. É boa aposta para as próximas Copas.

 

Benny Feilhaber Estados UnidosFilho de autro-brasileiros, o carioca partiu para os Estados Unidos com uma bolsa para atuar no clube da universidade. Fez bom serviço e acabou indo jogar no Hamburgo da Alemanha. É convocado desde 2007 e hoje em dia é titular.

 

All about Giovani dos Santos

Giovani Santos  O meia-atacante filho do brasileiro Zizinho começou no Barcelona. Era visto como um gênio, uma grande promessa, ainda não decolou, mas tem apenas 23 anos.

 

Cacau – O centroavante paulista saiu cedo do Brasil. Do Nacional-SP para um time de divisão inferior da Alemanha, foi para o Nurenberg e de lá foi para o Stuttgart onde brilhou para o futebol alemão. Foi convocado em 2008 por Joachim Low, porém, tem perdido espaço devido aos jovens que vem surgindo.

 

Eduardo O atacante carioca saiu cedo do Brasil para atuar no Dinamo Zagreb. Fez sucesso e foi convocado logo em 2004, desde então tem sido presença cativa em todas as competições em que a seleção croata participa. O fato dele estar jogando em alto nível parece um milagre, pois ele sofreu uma grave lesão em 2008, tendo quase amputado a perna machucada.

 

Outros Atletas

 

Douglas Netherlands Zagueiro

Marcos Gonzales  Zagueiro

Renan Bressan Bielorrússia Meia

Sinha Flag of Mexico.svg Meia

Pizzelli Arménia Atacante

Igor de Camargo  Atacante

Marcelo Moreno Bolívia Atacante

 

Que não atuam mais por suas seleções

 

Clayton  Zagueiro

Leandro Flag of Hungary.svg Lateral Esquerdo

Alex Santos Japão Lateral Esquerdo

Hamilton Togo Volante

Marcos Senna  Volante

Mehmet Aurélio  Volante

Deco Portugal Meia

Émerson Sheik Catar Atacante

Liédson Portugal Atacante

Amauri Itália Atacante

Kurany Alemanha Atacante

Francileudo Santos Tunísia Atacante

Catanha  Atacante

Luís Oliveira Flag of Belgium (civil).svg Atacante

 

Desde a época em que as equipes Europeias passaram a levar “de bolo” todos nossos atletas de talento que não temos um campeonato nacional com tantas estrelas. Então resolvi montar uma seleção com os atletas do Campeonato Brasileiro de maior sucesso no futebol mundial, principalmente nas equipes de grande porte.

 

Time A

 

 

Dida (Portuguesa): Consagrado no Milan, venceu tudo que podia pela equipe milanesa. Sua frieza assustava, mas não mais quanto de quando estava debaixo das traves à espera de uma cobrança de pênalti, foi fantástico nesse quesito. Também foi campeão mundial pela seleção em 2002 e goleiro titular na Copa de 2006, um dos poucos que se salvaram naquele mundial.

 

Mancini (Bahia): No Atlético Mineiro era um ofensivo lateral direito, mudou-se para a Itália e lá se consagrou jogando como ala no Venezia e no Roma. Quando chegou ao Internazionali passou a ser ponta em ambos os lados. Teve grande destaque sendo bastante regular durante quase todas as suas temporadas lá fora.

 

Gilberto Silva (Grêmio): Zagueiro de formação, se destacou como volante. Forte na marcação e bom no jogo aéreo, se destacou no Arsenal onde virou capitão. No Brasil voltou a ser zagueiro.

 

Juan (Inter): Zagueiro moderno e tranquilo. Daqueles que sabe jogar com a bola nos pés e marca perfeitamente, sai muito bem ao ataque e foi quase perfeito na defesa durante toda a carreira. Formou uma segura defesa com Lúcio durante duas Copas.

 

Fábio Aurélio (Grêmio): Saiu com destaque no São Paulo, tendo ido aos jogos olímpicos de 2000. Mas foi na Europa que se destacou, jogou 96 jogos com o Valência e 87 pelo Liverpool.

 

Juninho Pernambucano (Vasco): Precisa falar? Juninho foi o líder do Lyon na época em que o clube conquistou um hepta Campeonato Francês de Futebol. Atleta fantástico, profissional e líder, isso fora de campo, mas dentro das quatro linhas um craque, exímio cobrador de faltas e dono de uma inteligência fora do comum.

 

Deco (Fluminense): Luso-Brasileiro que saiu cedo do Brasil e virou ídolo na Europa. Destaque no Porto, Barcelona e Chelsea e jogou pela seleção portuguesa. Passes precisos e lances impensáveis fazem de Deco um dos maiores jogadores dos últimos anos.

 

Seedorf (Botafogo): Aquele jogador que atua em qualquer lugar no meio campo. Excelente profissional, um dos jogadores de maior classe dos últimos tempos e dono de uma forma física invejável. Quase 90 jogos pela seleção holandesa, atuou no Real Madrid, Internazionali e Milan.

 

Zé Roberto (Grêmio): Meio campista incansável, que começou como lateral esquerdo e passou a atuar no meio campo. Polivalente, pode tanto armar quanto jogar como segundo volante. Jogou no Real Madrid antes de fazer muito sucesso no futebol alemão.

 

Ronaldinho (Atlético-Mg): Melhor do mundo, teve temporadas sensacionais pelo Barcelona, e algumas boas pelo PSG e Milan. Sem dúvida o com maior história que atua no Brasil.

 

Forlan (Inter): Atacante raro. Forlán sempre demonstrou qualidade técnica aliada a ótimas finalizações e alguns marabalismos. Ídolo no Manchester United e no Atlético de Madrid, também atuou pelo Inter de Milão e Villareal.

 

Time B

 

Diego Cavalieri (Fluminense)


Cicinho (Sport)

Henrique (Palmeiras)

Edu Dracena (Santos)

Kleber (Internacional)


Renato (Botafogo)

Marcus Assunção (Palmeiras)

Elano (Grêmio)

D’Alessandro (Inter)

 

Vágner Love (Flamengo)

Luis Fabiano (São Paulo)

 

 

Outros Atletas

 

Adriano (Flamengo?)

Fred (Fluminense)

Bolatti (Inter)

Datolo (Inter)

Thiago Neves (Fluminense)

Kleberson (Bahia)

Tinga (Cruzeiro)

 

Pessoal, primeiro post de 2012, mas ainda falando de 2011. Agora vamos aos melhores jogadores que se aposentaram em 2011, procurei formar uma seleçãozinha com os jogadores de renome que se aposentaram este ano e quero ver a opinião de vocês. Vamos ao time:

 

Começando com Van Der Sar no gol, além de ótimo tecnicamente, ele podia perfeitamente atuar como líbero. Na defesa o ídolo dos reds Gary Neville, lateral direito, na zaga o capitão do tetra italiano Fábio Cannavaro formando dupla com o finlandês Hyypia ex-zagueiro do Liverpool, na lateral esquerda atuando para cobrir a defesa sem subir o desafeto de Zidane, Marco Materazzi, fazendo uma função que já fez na Internazionali. Patrick Viera como primeiro volante, Makelelé marcando e saindo para o jogo e Scholes com mais liberdade abrindo pela direita. Dejan Petkovic idolo do Flamengo como meia ofensivo central, criando as jogadas para os dois grandes centroavantes Ronaldo e Palermo. Esse é meu time, o que vocês acharam?

 

Outros Atletas a serem sitados:

Golerio: Coupet
Laterais Direitos: Belleti e Contra
Zagueiros: Song e Campbell
Volante: Almeyda
Atacantes: Thomasson, Koller e Euller.

 

 

Agora ninguém pode reclamar por que é minha opinião e somente minha. Brincadeira, então está aqui o que vi de melhor no futebol mundial, qual acompanho desde 1994 e mais veemente desde 1998, e se eu pudesse contratar quem eu quisesse para meu time, seria este e escalado desta forma, vamos aos times:

TIME A

Treinador: Zagallo

Como joga: Buffon no gol, fechando tudo, Baresi de líbero marcando atrás de todos e fazendo par com Gamarra, dois zagueiros inteligentes e com qualidade para apressar a saída de bola da equipe, que poderia sair por ambos os lados. Lahm pela direita subindo apenas quando necessário, e Roberto Carlos apoiando muito, com liberdade para chutar e aparecer na frente. Dunga pegando tudo no meio campo e inclusive podendo fazer a função de terceiro zagueiro, deixando mais liberdade para Zidane, Ronaldinho e Messi que mesmo assim precisariam voltar para fechar espaços. Zidane mais pela direita, mas centralizando com a bola para poder armar as jogadas da melhor forma possível. Ronaldinho pela esquerda, abrindo e procurando tabelar com R. Carlos, com liberdade para chegar na frente infiltrando-se na área driblando. Messi no meio dos dois atacantes, como joga no Barça, flutuando livre para se movimentar por onde desejar. Romário e Ronaldo no ataque, podendo abrir quando o time fica sem a bola e quando tem a possa entrarem, com os dois juntos não precisa falar-se muito do ataque.

 

Gianluigi Buffon: Goleiro perfeito enquanto teve físico, rápido, alto, inteligente com capacidade incrível de antecipar o pensamento do seu adversário, o melhor goleiro que vi jogar.

*

Philipp Lahm: Talvez o nome a ser contestado na minha lista. Pela seleção geralmente joga pela lado esquerdo, mas pode jogar nas duas laterais, como volante e pelas meias. Marcador incansável, dono de um futebol técnico e seguro, garantiu vaga no meu time pelas suas ultimas duas copas.

Carlos Gamarra: Não tem muito o que falar, Gamarra é simplesmente o zagueiro perfeito, marca perfeitamente bem, roubando bolas sempre de modo limpo, passou a copa de 98 sem fazer sequer uma falta. Cobertura, posicionamento, liderança, uma inteligencia fora do normal e ainda por cima não saí chutando desnecessariamente, com qualidade para distribuir bolas redondas.

Franco Baresi: Talvez o melhor zagueiro da história da Itália, jogou as copas de 82, 90 e 94. Um dos melhores líberos da história junto com Franz Beckenbauer. Baresi jogou no Milan de 77 á 97, 20 anos em um único clube. Conquistou 6 títulos italianos, 3 UEFA CHAMPIONS, 2 Mundiais Interclubes e mais uma copa do mundo e um vice campeonato. Cobria como ninguém, desarmava, tinha capacidade técnica para começar as jogadas e também um líder incontestável.

Roberto Carlos: Ofensivamente um monstro, seus chutes com força descomunal metia medo nos goleiros e nos pobres coitados que ficavam à barreira, apoiava bem, mas afunilava muito, pouco cruzava, muito embora nem precisasse muito. Autor de dois gols impossíveis e o lateral esquerdo que mais jogou pela Seleção e ídolo do Real Madrid, R. Carlos tem vaga garantida na minha equipe.

*

Dunga: Raça, a palavra que definia nosso capitão das copas de 94 e 98. Líder impactante e ídolo em todo lugar que passou, Itália, Japão e Alemanha por exemplo. E não era lá um volante brucutu, tinha técnica como na Semi-final da Copa de 98 qual todos jogadores do meio estavam bem marcados e coube a ele receber de Taffarel e começar as jogadas. Dunga jogava sempre duro e sério, com raça, nunca desiste e sempre se impõe. Dunga ganha a camisa 8 e a faixa de capitão

Zinedine Zidane: O Camisa 10 dos camisas 10. Não precisa falar muito, Zidane foi um primor de técnica, classe, inteligencia e absoluta calma. Chutava, driblava, lançava e passava com tamanha facilidade que parecia que qualquer um poderia jogar futebol em alto nível, Zidane definitivamente foi o melhor jogar que vi jogar!

Ronaldinho Gaúcho: O Maior driblador que vi jogar, Ronaldinho sempre foi fantástico em passar por onde não pode, em fazer o inexplicável, se Zidane fazia tudo parecer fácil, Ronaldinho me fazia pensar que para jogar bola tinha de ser um marabalista. Técnica apurada, dribles incríveis, chutes inesperados que entravam, de repente. Ainda era forte e tinha velocidade, Ronaldinho tem vaga garantida na minha equipe.

*

Lionel Messi: Outro gênio da bola, velocidade é seu forte, mas não é uma velocidade louca estilo Oba Oba Martins, a cada passada Messi toca na bola, a cada passada ele muda a bola de direção, Messi sem duvida é o jogador mais valioso da atualidade, Messi e o Barcelona se completam, ele se encaixa assim como Cruyff se encaixou na Laranja Mecânica de 74, simplesmente fantástico, mesmo com pouca estatura é um jogar muito forte e marca muitos gols, Messi joga onde quiser no meu time.

Romário: O melhor centro-avante que vi jogar, levou nas costas uma copa do mundo, foi ídolo em gigantes do futebol e dentro da grande área era simplesmente um rei! No começo da carreira suas arrancadas imparáveis, seus dribles curtos desconcertantes e seus gols, mais de mil, de todas as formas possíveis. A idade chegou e diferente de outros jogadores ele se adaptou, virou matador nato onde mesmo com 41 anos cedo ou tarde surpreendia e aparecia no lugar certo, Camisa 11 garantida para ele e pena por não ter tido tanta disciplina e se tivesse tomado atitudes melhores poderia ter disputado a copa de 2002.

Ronaldo: O Fenômeno, matador e destruidor como um furacão no início da carreira. Ronaldo driblava em velocidade por metros e ainda era capaz de finalizar perfeitamente, depois largou a velocidade, mas sua técnica e sua capacidade finalizadora continuaram intactas, trazendo nos trazendo uma Copa do Mundo, mas a maior característica de Ronaldo é seu poder de superação, qual nunca, jamais vi nesse mundo. Mesmo pesando mais de 100 Kgs conseguiu levar o Corinthians para a libertadores e ainda é amada por todos os rivais, menos os flameguistas. Ronaldo é o camisa 9 e faz dubla perfeita com Romário.

TIME B

Treinadro: Felipão

 

Como Joga: Chilavert de goleiro líbero, podendo sair para roubar bolas ou começar jogando. Hierro centralizado, Maldini e DeBoer cassando os atacantes e podendo sair jogando com qualidade, Xavi e Iniesta no meio campo concebendo à equipe velocidade, equilíbrio e técnica. Beckham pela Meia/Ala-Direita, qual jogou algumas vezes no Milan, Figo como meia esquerda porem afunilando para chegar à frente pelo meio. Gheorge Hagi como o armador da equipe, ele foi simplesmente gigante sempre que o vi jogar, na frente Bergkamp fechando sem a bola e jogando como segundo atacante quando a equipe tem a bola, e de centroavante o Búlgaro canhoto Hristo Stoichkov, o idolo do Barcelona lá para mandar a bola para o barbante.

 

José Luiz Chilavert; Fernando Hierro, Frank de Boer , Paolo Maldini; David Beckham, Andrés Iniesta, Xavi Hernandes, Luís Figo, Gheorge Hagi; Dennis Bergkamp, Hristo Stoichkov.

 

Menções Honrosas:

Casillas, Alexandro Nesta, Ronaldo Angelim, Andrea Pirlo, Kaká, Pavel Nedved, Alexandro Del Piero, Thierry Henry, Andriy Shevchenko, Neymar.

 

***

Comentários? Criticas? Sugestões?

Estreando um novo quadro pessoal, agora é bem opinativo e pessoal, então se vocês quiserem participar a casa é sua. Aqui vamos brincar de Abramovich e contratar quem você quiser, vale usar máquina do tempo! A ideia é montar as equipes perfeitas grandes seleções de continentes de épocas de competições e afins, e vamos começar com a Seleção Brasileira!

 

Aqui está minha Seleção Brasileira de todos os tempos, minha equipe perfeita do Brasil foi essa, pesquisei e cheguei a este resultado, claro minha opinião e não será consensual, mas tentei pesquisar todas as épocas e todas as copas. Dividi em 3 equipes e ainda daria pra fazer outras 3 equipes bastante fortes, mas vamo que  vamo!

TIME A

Treinador: Zagallo

Considerações: 4-3-3 disfarçado de 4-3-1-2, ofensivo e aberto, com base no toque de bola. Todos os jogadores sabiam o que fazer com a bola nos pés, o que faz com que a melhor defesa fosse ficar com a bola, mais ou menos o que o Barcelona faz, prender a bola para não ser atacado. Meio Campo criativo, Falcão, Zico e Didi, criatividade e técnica absoluta, Júnior apoiando pela esquerda, Djalma Santos mais preso, uma defesa segura. Na frente aberto pela direita Garrincha, Pelé solto flutuando podendo jogar no ataque ou armando as jogadas, e o Baixinho de centro-avante fazendo o que mais sabe fazer!

 

TIME B

Treinador: Telê Santana

Gilmar dos Santos Neves no gol, Cafu com sua vitalidade fecha e ataca pela direita, opção de apoio melhor com Roberto Carlos e sua chegada e infiltrações pela esquerda aproveitando-se do seu chute, Dunga protegendo a defesa dando liberdade para os laterais e cobrindo eventuais subidas dos dois zagueiros que tem capacidade para tal. Dois meias menos marcadores, a equipe joga mais aberta mas com bastante qualidade de drible, Rivelino e Ronaldinho destruindo os volantes, Jairzinho, o furação da copa, pela direita entrando em diagonal. Leônidas solto para finalizar e compor o meio campo se precisar, Ronaldo de centro-avante sempre com capacidade incrível de finalização e posicionamento, equipe técnica e com facilidade para passar por todo mundo.

 

TIME C

Treinador: Felipão

 

Das 3, esta é a mais equilibrada, laterais defende mais e apoia nos momentos certos, dois cherifões na defesa, Clodoaldo mordendo no meio campo e ainda com qualidade de passe, Zizinho e Rivaldo criando, Careca finalizador e se movimentando procurando tabelar com Vavá e Tostão de Pseudo-Centroavante fazendo sua função igual da seleção de 1970.

******

 

E aí o que acharam? faltou alguem? quem vocês colocariam na superseleção Brasileira?

 



Sobre o Autor

Yan Cavalcanti, 22 anos, paraibano apaixonado por futebol desde pequeno. Graduando em Sistemas para Internet pelo IFPB, ex-aluno Marista, Estagiário da Dataprev, Goleiro ofensivo, gamer, e acima de tudo fã de um futebol bem jogado e analista da parte tática, sempre tentando arrumar uma forma de explicar uma partida de futebol.

Sobre o Blog

O Futeblog nasceu da vontade de compartilhar com o mundo minha visão sobre o futebol, espero aqui discutirmos de simples opiniões apaixonadas até questões táticas profundas, conto com ajuda de vocês para que possamos tornar esse blog uma ótima experiência fora das quatro-linhas, do passado ao presente, futeblog está aqui para que nós possamos mostrar como vermos esse esporte que é a maior paixão nacional de todas!

Enquete

Neymar está pronto para guiar a Seleção Brasileira em 2014?

View Results

Loading ... Loading ...