Top 7

 

Ah o goleiro. A nobre posição que visa evitar o grande objetivo do futebol, é aquele que salta para todos os lados, fazendo o possível e o impossível para não tomar gols. Pode ser o melhor em campo, mas no final tudo pode sobrar para ele, a única posição em que não se pode falhar e que as vezes os jogadores dessa função saem de campo exaustos mentalmente, de tanta atenção que tem de prestar por toda a partida. É o que menos ganha, e o que mais treina. Mas há um momento raro em que estes goleiros se destacam e são aclamados como um atacante: No momento em que marcam gols, sendo por sua própria competência ou apenas por sorte, esta é a lista dos melhores gols de goleiro do FUTEBLOG!

 

The video cannot be shown at the moment. Please try again later.

 

 

A História dos gols

 

7. Lauro (Ponte Preta) X Flamengo – 2003


A Ponte Preta perdia em casa para o Flamengo por 2 x 1. Aos 50 minutos a bola estava presa na defesa da Macaca, o jogo acabaria ali se não fosse o atacante Zé Carlos, do Flamengo, que arrumou uma confusão que terminou com dois expulsos e mais dois minutos de jogo. E no último desses minutos o goleiro Lauro foi ao ataque e acabou marcando de cabeça, empatando a partida de forma épica.

 

6. Peter Schmeichel (Manchester United) x Rotor – 1995


Jogavam Manchester United e Rotor, da Rússia, pela Copa da UEFA. A primeira partida tinha sido 0  x 0, e a segunda partida, no Old Trafford, os Diabos Vermelhos perdiam por 2 x 1. No fim da partida o arqueiro dinamarquês foi para a área e marcou um belo gol de empate, infelizmente para ele o clube não conseguiu virar o jogo e foi eliminado da competição européia.

 

5. Dominique Niederhauser (Dardania Lausanne) x Genolier-Begnins – 2012


Era uma partida da sexta divisão suíça. Num lançamento o arqueiro Dominique Niederhauser saiu do gol e recuperou a bola com uma bela matada no peito, em seguida ele se livrou da bola com um chutaço de esquerda. A bola subiu, subiu, subiu e caiu dentro do gol do goleiro atrapalhado. Mesmo em um campo de tamanho inferior, foi um baita de um gol.


4. René Higuita (Atlético Nacional) x River Plate – 1995


O goleiro Higuita é mais conhecido por suas presepadas que por sua capacidade como goleiro. Autor da defesa escorpião, ele foi o protagonista de um dos momentos mais únicos da história da Libertadores. Na semi-final da edição de 95 da maior competição das Américas, enfrentaram-se Atlético Nacional e River Plate. No jogo de ida, uma falta da entrada da área, e o grande ídolo colombiano foi para a cobrança. Para surpresa de todo mundo ele cobrou na gaveta e abriu o marcador, mesmo chutando bem desajeitado. O time colombiano terminou eliminando o clube argentino e foi para a final contra o Grêmio.

 

3.  Rogério Ceni (São Paulo) x Corinthians – 2011


É difícil escolher um gol do maior goleiro artilheiro de toda a história. Ele marcou belos gols em sua carreira e também não teve um gol em que ele marcou que foi de grande destaque sobre outros, por isso o selecionado para o ídolo são-paulino foi o seu centésimo gol na carreira. Um belo gol marcado contra o Corinthians. A falta parecia longe e lateral demais para ele, mas ele acertou na gaveta do goleiro Júlio César para delírio da torcida tricolor, a última grande alegria dos torcedores do São Paulo.

 

2. Jakob Kohler (Fremad Amager) X Skjold Birkerød – 2012


O jogo era válido pela terceira divisão do Campeonato Dinamarquês. O Skjold Birkerød vencia a partida por 1 a 0, quando aconteceu um escanteio já nos acréscimos do segundo tempo. O goleiro e clone de Cássio foi para o ataque e no bate-rebate acabou marcando um golaço de bicicleta. A partida terminou empatada.

 

1.  Chilavert (Velez) x River Plate – 1996


Cardozo, do Velez, havia sofrido uma falta dura no meio campo. Todos pareciam estáticos esperando que o jogador contundido levantar, quando de repente Chilavert, que havia saído para levantar a bola na área, percebeu que Burgos, goleiro do River e da Seleção Argentina, estava adiantado. O paraguaio soltou a bomba e a bola acabou pousando dentro do gol do atrapalhado Burgos. O momento mais memorável da carreira do goleiro-artilheiro, juntamente com seu título da libertadores de 1994.

 

****

Gostaram? Mais algum gol que acham que merecia estar na lista?

Perder um pênalti nunca é legal. Mas ser lembrado para sempre por uma lambança na marca da cal deve ser a pior sensação de todas. Nesta lista veremos os piores e mais vergonhosos lances em cobranças de penalidade máxima, lembremos que já fizemos a lista das melhores cobranças de pênalti.

 

The video cannot be shown at the moment. Please try again later.

 

7. Roberto Baggio (Itália – 1994)

 

Isolar da marca do pênalti não é nada agradável, imagine quando esse chute dá a taça para a equipe rival, foi o que aconteceu com Roberto Baggio na Copa de 1994, considerado o melhor jogador do mundo ele fraquejou e mandou a bola para os ares na ultima cobrança.

 

6. William (Botafogo – 2006)

 

Nada como deslocar o goleiro e chutar a bola fraquinha no meio do gol, não é? Djalminha e Marcelinho Carioca eram experts nesse tipo de lance, e deve ter sido neles que William se inspirou, porém chutou muito fraco e deu chance para que o goleiro Diego do Fluminense voltasse e pegasse fácil a bola. Resultado? Fluminense classificado para a próxima fase da Copa Sulamericana.

 

5. Léo Rocha (Treze – 2012)

 

Aquele que inspirou a criação do post, Léo Rocha abusou! O Treze estava quase sendo eliminado, mas Beto defendeu a cobrança de Loco Abreu e deu uma sobrevida ao Galo da Borborema. Bastava à Léo Rocha converter a cobrança e levar para as cobranças alternadas, porém, Léo Rocha exitou um momento e cobrou no estilo do cobrador anterior, cavadinha mas no lado em que Jefferson saltou. Cavadinha no lado? Paciência né!  Jefferson defendeu com uma tapa e saiu para tirar satisfação do atacante da equipe paraibana. Mas ele teria se consagrado se tivesse cobrado a cavadinha no meio do gol.

 

4. David Beckham (Inglaterra – 2004)

 

Beckham é um dos melhores cobradores de bola parada, mas ele coleciona alguns lances equivocados em cobranças de pênalti, este o maior deles. Jogando contra a Turquia, e bola na marca da cal, quando ele chegou à bola o pé de apoio foi embora e ele chutou muito por cima do gol.

 

3. Pires & Henry (Arsenal – 2005)

 

Na nossa lista das melhores cobranças de pênalti a cobrança vencedora foi cobrada em dois toques pelo gênio Cruyff, por certo Thierry Henry e Pires devem ter visto este vídeo e foram tentar copia-lo. Mas ficaram muito longe do gênio da bola, Pires foi displicente e não conseguiu passar a bola para Henry e tudo terminou num bisonho e bizarro lance.

 

2. Amir Sayoud (Al Ahly – 2011)

 

Como citamos acima, a paradinha é um meio eficaz de descobrir aonde vai o goleiro para que possamos acertar o lado oposto. Diferentemente do Botafoguense William, o argelino Amir Sayoud parou uma, duas e o goleiro não se mexeu, quando ele foi chutar era tarde, caiu de cara no chão protagonizando um lance vergonhoso. Amir provavelmente será lembrado pelo resto da vida por esse lance.

 

1. Peter Divine (Lanceste City – 1991)

 

Sem dúvidas o pior pênalti da história do futebol. Peter Divine já aposentado do futebol profissional estava jogando pelo Lancester City na Copa da Liga da 7ª Divisão da Inglaterra. Campo irregular ajudou Divine a cambalear e ao chutar acabou pegando a bola de totalmente mal jeito, a bola tocou no outro pé do jogador e nem chegou na pequena área e ele ainda saiu mancando, arrumando uma desculpinha mal-trapida para esse lance ridículo.

 

O Top 7 é um quadro do Futeblog onde o próprio nome o explica. Escolhemos um tema e selecionamos os melhores vídeos ou fotos sobre ele. O tópico desta edição é “Melhores gols de pênalti”. Sem mais delongas vamos aos vídeos

 

The video cannot be shown at the moment. Please try again later.

 

Continuando nas matérias especiais de comemoração de um ano do Futeblog, agora com o apanhado das nossas melhores matérias, escolhidas por mim mesmo, deste glorioso ano em que estamos junto com vocês futebolistas de todo o Brasil.

 

7. Melhores Futebolistas Fictícios

A paixão pelo não poderia ficar só nas quatro linhas. O esporte mais popular do mundo tem milhares de histórias, games, filmes, entre outros, que usam o futebol como contexto. E claro, não poderiam deixar de existir os craques fictícios. Nessa matéria foi feito um apanhado dos melhores jogadores de futebol da ficção, a lista, claro, foi encabeçada pelo mito Allejo!

 

 

 

6. Jogadores que morreram em campo

A primeira matéria de maior repercussão do blog até hoje, onde mostramos casos de tragédias em que jogadores acabaram morrendo durante ou após uma partida de futebol. Não é uma matéria muito bonita de se fazer, mas é interessante, até certo ponto. Infelizmente, fatalidades continuam acontecendo no futebol

 

 

 

 

5. Maiores vexames de equipes brasileiras internacionalmente

Nem sempre equipes brasileiras são as favoritas jogando uma competição internacional. Mas as vezes, com absoluto favoritismo ao seu lado, algumas equipes acabam por levar um revés qual ficam marcados por toda história. Nessa matéria buscamos as derrotas mais vexaminosas de equipes brasileiras jogando competições internacionais.

 

 

 

4. Melhores da historia da Seleção Brasileira

Sabe aquela brincadeira de escalar os melhores do mundo numa só equipe? Pois bem, foi o que fiz tentando escalar a Melhor Seleção Brasileira de todos os tempos. Muito embora seja uma questão polêmia e opiniativa, os comentários não foram tão agressivos como eu esperava. Uma das matérias mais divertidas de serem feitas.

 

 

3. Conheça a Lei Bosman: A Lei que mudou o futebol!

Você já olhou os campeões dos torneios europeus e se deu conta que, desde 1995 que só clubes das Grandes Ligas chegam à decisão? Eu sim. E foi que descobri a Lei Bosman, que eu lembrava apenas do velho Elifoot. A Lei Bosman mudou completamente o futebol mundial, foi ela que tornou os clubes mais ricos em SUPERTIMES, enfraqueceu seleções nacionais e acabou com a força de clubes de liga menos ricas.

 

 

 

2. Copa Rio – Porque não pode ser considerado mundial!

A polêmica Copa Rio dos anos 50. Aquele torneio que do nada Palmeirenses e Tricolores começaram a querer torna-lo um mundial da FIFA. A ideia de fazer essa matéria veio de uma discussão com um amigo Palmeirense e seus argumentos foram usados para provar que a Copa Rio não pode, de forma alguma, ser considerada Campeonato Mundial. Vale a pena ler e entrar na discussão

 

1. Evolução e Revolução tática no futebol

A melhor, mais prazerosa e mais difícil matéria do Blog. Comecei a pesquisar antes mesmo de abrir o site e ainda fiquei receoso de estar faltando algo. Mas a matéria ficou legal, é o maior orgulho até agora. Nele tento mostrar as evoluções táticas no futebol, de 1830 até chegarmos aos dias de hoje, passando pela Hungria de Puskas e a Holanda de Cruyff até o SuperBarça de Guardiola.

 

 

 

 

Outros Destaques

 

Listas

Maiores Campeões Estaduais Consecutivos do Brasil

Maiores Goleiros Artilheiros da História

Maiores Artilheiros em jogos de Seleção!

39 Bons Jogadores Brasileiros com Idade Olímpica

 

O futebol sempre foi um universo bem propício para criar. Temos filmes, desenhos e games sobre o esporte mais popular do mundo em todos os lugares e de todas as qualidades. Da ficção saíram também jogadores do mais alto nível, alguns até hoje cultuados pela população que anseiam que nasça um novo Allejo para fazer dupla com Neymar no ataque da seleção brasileira. Aqui está a nossa lista dos sete melhores futebolistas da ficção:

 

 

7. Tufão (Avenida Brasil)

 

Com a camisa 10 do Flamengo na novela Avenida Brasil, Tufão protagonizou lances interessantes, chegando a marcar um gol de título para o Rubro-Negro Carioca. Mesmo fora de forma, a atuação de Murilo Benício deu veracidade ao meia flamenguista. Tufão se aposentou e sua vida começou a virar uma gangorra de emoções, mas nunca esqueceremos dos momentos marcantes de suas partidas bem arrumadas para a novela global. O fato interessante é que enquanto ele brilhava nos gramados fictícios, o Flamengo degringolava e entrava numa crise em que ainda não se recuperou.

 

7. Santiago Muñez (Goal)

 

O jovem Santiago nasceu no México, atravessou a fronteira e foi viver o “sonho americano”. Jogando em campeonatos amadores, Santiago foi descoberto por um ex-jogador que o leva para fazer testes no Newscastle United da Inglaterra. Individualista, quase não conseguiu ser contratado pelo clube. Ficou, estreou, conheceu o sucesso repentino, depois as más influências, a decadência, a volta por cima e finalmente acabou assinando com o Real Madrid, onde passou a jogar com atletas de grande renome. Embora bem fantasioso, o filme ilustra o quão muda a vida de um jovem pobre que de repente está ganhando dinheiro em clubes de renome mundial.

 

6. Robert Hatch (Fuga para a Vitória)

 

O filme foi inspirado na “Partida da Morte”. Na história real, a Ucrânia havia sido invadida pela força da Alemanha em 1941 (Segunda Guerra Mundial) e o campeonato nacional acabou sendo destituído. Os atletas que sobreviveram e não eram considerados perigosos foram libertado do Campo de Concentração Darnatsia, e voltaram para Kiev, onde a situação era miserável. Alguns dos jogadores foram trabalhar na Padaria 3 e formaram um clube de futebol, o Start FC (com oito jogadores do Dinamo Kiev e três do Lokomotiv Kiev). Pois o clube foi convidado à participar da liga formada pelas guarnições inimigas e o clube ganhou, com facilidade, de todos os rivais. Após a vitória sobre o Flakel, da força-aérea alemã, o clube pediu revanche, e desde o início recebeu pressões para não jogar com toda a vontade. O árbitro, inclusive, era membro do Serviço Secreto Alemão. No final das contas o Start venceu por 5 a 3, mesmo com arbitragem subliminar e uma visita de toda equipe alemã no intervalo exigindo a entrega da partida. Na semana seguinte, após uma vitória de 8 a 0 sobre um clube militar alemão, todos os jogadores da equipe foram presos sendo que um deles morreu sobre tortura.

 

No filme, a história até se equivale. O governo alemão propõe um jogo contra seus prisioneiros de guerra, para usar de propaganda positiva ao governo nazista. Coube ao capitão John Coulby (Michael Caine, de Batman, O Grande Truque, Filhos da Esperança e A Origem) montar a equipe dos prisioneiros aliados. Sendo que uma vitória pode causar a morte de todos. Eles planejam uma arriscada fuga para a hora da partida. E no gol está Robert Hatch (Sylvester Stallone), o arqueiro não estava lá apenas para defender o gol, estava para defender a vida de seus companheiros no jogo mais importante de todos. O Filme é interessante e conta com Pelé, Bobby Moore e outras grandes craques do futebol mundial.

 

5. Perna-de-Aço Sing (Shaolin Soccer)

 

Sing era um lutador de Kung Fu Shaolin que tentava valorizar sua arte marcial, fazendo-a ser famosa em todo mundo. Pois bem, depois de tentar isso usando a música ou danças coreografadas, por exemplo. Mas foi no futebol que arrumou a chance perfeita de tornar popular o Kung Fu. Foi descoberto por Perna-de-ouro Fung, ex-jogador dos anos 80, e decidiram montar um time com seus irmãos shaolin na esperança de vencer um campeonato local e com isso popularizar sua arte. Sing é simplesmente sensacional e as cenas são impagáveis, totalmente inspirado no anime “Super Campeões”, as partidas são recheadas de chutes especiais.

 

4. Janco Tianno (Fifa 94)

 

No tempo em que os jogos de futebol ainda estavam engatinhando, FIFA 94 veio para fazer a alegria da galera. Com visão isométrica os 16-bits era limitantes na tecnologia, mas até hoje é divertido para se jogar, mesmo com os bugs que impossibilitam marcar num cara-a-cara com o goleiro. O jogo só tinha seleções nacionais, e os nomes eram inventados, mas coube a um brasileiro ser o rei da game. Janco Tianno tinha as melhores habilidades e ainda aquele algo a mais, que fazia com que seus chutes fossem praticamente indefensáveis. Fazendo dupla com Rico Salamar, Tianno nos deu muitas alegrias entre 93 e 94.

 

3. Tó Madeira (Championship Manager 00/01)

 

Praticamente todo mundo que gostava de futebol e gozava de um computador regular, ao menos, testou Championship Manager. E nele existia um craque, um jogador fora do comum, aquele que levou a Seleção Portuguesa ao título mundial em muitas gravações. O mito é Tó Madeira, centroavante de 20 anos, no começo do jogo, atuava no Vitória de Guimarães, mas era reforço certo em qualquer clube do mundo. Ele tinha finalização, drible, aceleração, agilidade, resistência, técnica e habilidade de bolas paradas no máximo, o que fazia dele um atacante perfeito, ao estilo Ronaldo Fenômeno no Barcelona. Reza a lenda que foi posto no banco de dados do jogo por um Scout português, que queria ele e seus amigos peladeiros na versão inicial do jogo, mas não contava com o sucesso repentino de Tó.

 

2. Tsubasa Oozora (Super Campeões)

 

Tsubasa era um jovem apaixonado por futebol, que acabou sendo encontrado e treinado por um mito do futebol brasileiro, que estava no Japão em busca de um tratamento para visão. Então Tsubasa passou a evoluir e levou seu time da escola a vencer por todos os anos o campeonato nacional de jovens, chegando a ser convocado para a Seleção Sub-16 do Japão. Conduziu a brilhante geração ao titulo mundial da categoria e foi ao Brasil jogar no São Paulo FC. Quando virou titular e camisa 10 do tricolor paulista, foi a hora de conduzir sua seleção ao titulo mundial sub-19, numa partida interessantíssima contra o Brasil. Mudou-se para o Barcelona e fez até o ídolo local mudar de posição para que os dois pudessem jogar juntos. Tsubasa é um jogador espetacular, driblados, líder, de visão de jogo e passes milimétricos, fora a capacidade de copiar e aprender com os lances de seus adversários. Suas habilidades mais frequentes são o chute de trivela e o de bicicleta.

 

1. Allejo (International Superstar Soccer)


 

Quem não conhece Allejo? Ele marcou uma geração, foi um mito que ainda participou de outros jogos. No seu mais emblemático, Allejo era o camisa sete da formidável Seleção Brasileira de Superstar Soccer Deluxe. Allejo atuava com uma gama de craques, entre eles seu parceiro de ataque Gomez. A facilidade de marcar gols com o atacante era tanta, que chegava um nível que não importava a dificuldade, sempre poderia marcar três ou quatro gols contra as equipes mais fortes. Allejo era praticamente o craque perfeito, como você pode ver no vídeo abaixo. Não tem muito o que falar de um mito tão grande, que persiste até hoje. Allejo ainda participou de Goal Storm (Ps1) e International SuperStar Soccer 64 (N64).

 

 

The video cannot be shown at the moment. Please try again later.

 

O Treinador

Tatsumi Takeshi (Giant Killing)

 

Tatsumi Takeshi, ex-jogador da seleção Japonesa, era o camisa 7 de um time bem interessante do ETU (East Tokyo United), mas acabou abandonando a equipe para jogar na Europa. Anos depois ele encontrou-se na posição de treinador, treinando a equipe do FC Eastham, da quinta divisão inglesa. Ele teve a proeza de, com esse pequeno time, conseguiu chegar bem longe na FA Cup, sendo eliminado apenas pelo Portsmouth. Logo depois foi convidado para voltar ao ETU e salvar o time da falência. Tatsumi faz mudanças drásticas no time e acaba por mudar não só a filosofia de joga da equipe, mas por modificar até a autoestima de todos os componentes, entre Staff e Elenco. Takeshi é um gênio estrategista do futebol, e o desenho é muito interessante, mostrando um futebol realista com uma visão profunda da “vida” de um clube de futebol.

 

Outros Jogadores

 

Coalhada (Chico Anísio)

 

Calcio (Fifa 99)

 

Kyosuke Kanou (Hungry Heart)

 

Naturezza (Super Campeões)

 

Andy Stone (Hurricanes)

 

Aizawa Kakeru (Area no Kishi

 

Castolo (Pro Evolution Soccer)

 

Brazuca (Gabriel o Pensador)

The video cannot be shown at the moment. Please try again later.

 

Ah o goleiro. A nobre posição que visa evitar o grande objetivo do futebol, é aquele que salta para todos os lados, fazendo o possível e o impossível para não tomar gols. Pode ser o melhor em campo, mas no final tudo pode sobrar para ele, a única posição em que não se pode falhar e que as vezes os jogadores dessa função saem de campo exaustos mentalmente, de tanta atenção que tem de prestar por toda a partida. É o que menos ganha, e o que mais treina. Mas há um momento raro em que estes goleiros se destacam e são aclamados como um atacante: No momento em que marcam gols, sendo por sua própria competência ou apenas por sorte, esta é a lista dos melhores gols de goleiro do FUTEBLOG!

 

7. Lauro (Ponte Preta) X Flamengo – 2003

 

The video cannot be shown at the moment. Please try again later.

 

A Ponte Preta perdia em casa para o Flamengo por 2 x 1. Aos 50 minutos a bola estava presa na defesa da Macaca, o jogo acabaria ali se não fosse o atacante Zé Carlos, do Flamengo, que arrumou uma confusão que terminou com dois expulsos e mais dois minutos de jogo. E no último desses minutos o goleiro Lauro foi ao ataque e acabou marcando de cabeça, empatando a partida de forma épica.

 

 

6. Peter Schmeichel (Manchester United) x Rotor – 1995

 

The video cannot be shown at the moment. Please try again later.

 

Jogavam Manchester United e Rotor, da Rússia, pela Copa da UEFA. A primeira partida tinha sido 0  x 0, e a segunda partida, no Old Trafford, os Diabos Vermelhos perdiam por 2 x 1. No fim da partida o arqueiro dinamarquês foi para a área e marcou um belo gol de empate, infelizmente para ele o clube não conseguiu virar o jogo e foi eliminado da competição européia.

 

 

5. Dominique Niederhauser (Dardania Lausanne) x Genolier-Begnins – 2012

 

The video cannot be shown at the moment. Please try again later.

 

Era uma partida da sexta divisão suíça. Num lançamento o arqueiro Dominique Niederhauser saiu do gol e recuperou a bola com uma bela matada no peito, em seguida ele se livrou da bola com um chutaço de esquerda. A bola subiu, subiu, subiu e caiu dentro do gol do goleiro atrapalhado. Mesmo em um campo de tamanho inferior, foi um baita de um gol.

 

 

4. René Higuita (Atlético Nacional) x River Plate – 1995

 

The video cannot be shown at the moment. Please try again later.

 

O goleiro Higuita é mais conhecido por suas presepadas que por sua capacidade como goleiro. Autor da defesa escorpião, ele foi o protagonista de um dos momentos mais únicos da história da Libertadores. Na semi-final da edição de 95 da maior competição das Américas, enfrentaram-se Atlético Nacional e River Plate. No jogo de ida, uma falta da entrada da área, e o grande ídolo colombiano foi para a cobrança. Para surpresa de todo mundo ele cobrou na gaveta e abriu o marcador, mesmo chutando bem desajeitado. O time colombiano terminou eliminando o clube argentino e foi para a final contra o Grêmio.

 

3.  Rogério Ceni (São Paulo) x Corinthians – 2011

 

The video cannot be shown at the moment. Please try again later.

 

É difícil escolher um gol do maior goleiro artilheiro de toda a história. Ele marcou belos gols em sua carreira e também não teve um gol em que ele marcou que foi de grande destaque sobre outros, por isso o selecionado para o ídolo são-paulino foi o seu centésimo gol na carreira. Um belo gol marcado contra o Corinthians. A falta parecia longe e lateral demais para ele, mas ele acertou na gaveta do goleiro Júlio César para delírio da torcida tricolor, a última grande alegria dos torcedores do São Paulo.

 

 

2. Jakob Kohler (Fremad Amager) X Skjold Birkerød – 2012

 

The video cannot be shown at the moment. Please try again later.

 

O jogo era válido pela terceira divisão do Campeonato Dinamarquês. O Skjold Birkerød vencia a partida por 1 a 0, quando aconteceu um escanteio já nos acréscimos do segundo tempo. O goleiro e clone de Cássio foi para o ataque e no bate-rebate acabou marcando um golaço de bicicleta. A partida terminou empatada.

 

 

1.  Chilavert (Velez) x River Plate – 1996

 

The video cannot be shown at the moment. Please try again later.

 

Cardozo, do Velez, havia sofrido uma falta dura no meio campo. Todos pareciam estáticos esperando que o jogador contundido levantar, quando de repente Chilavert, que havia saído para levantar a bola na área, percebeu que Burgos, goleiro do River e da Seleção Argentina, estava adiantado. O paraguaio soltou a bomba e a bola acabou pousando dentro do gol do atrapalhado Burgos. O momento mais memorável da carreira do goleiro-artilheiro, juntamente com seu título da libertadores de 1994.

 

****

Gostaram? Mais algum gol que acham que merecia estar na lista?



Sobre o Autor

Yan Cavalcanti, 22 anos, paraibano apaixonado por futebol desde pequeno. Graduando em Sistemas para Internet pelo IFPB, ex-aluno Marista, Estagiário da Dataprev, Goleiro ofensivo, gamer, e acima de tudo fã de um futebol bem jogado e analista da parte tática, sempre tentando arrumar uma forma de explicar uma partida de futebol.

Sobre o Blog

O Futeblog nasceu da vontade de compartilhar com o mundo minha visão sobre o futebol, espero aqui discutirmos de simples opiniões apaixonadas até questões táticas profundas, conto com ajuda de vocês para que possamos tornar esse blog uma ótima experiência fora das quatro-linhas, do passado ao presente, futeblog está aqui para que nós possamos mostrar como vermos esse esporte que é a maior paixão nacional de todas!

Enquete

Neymar está pronto para guiar a Seleção Brasileira em 2014?

View Results

Loading ... Loading ...